Investimentos contínuos, redução de acidentes e resultados de pesquisa técnica atestam qualificação da nova marca da entidade.

Qualidade das pistas, padrões internacionais de operação, sinalização que traz segurança em
toda a viagem, foco na excelência da prestação dos serviços aos usuários. Esses foram os
predicados que levaram a Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias – ABCR a adotar
uma nova marca: Melhores Rodovias do Brasil – ABCR.
Criada em junho de 1996, a partir da iniciativa de sete concessionárias que estreavam a
participação do setor privado em um sistema inédito de gestão de rodovias públicas, a entidade
construiu sólidas e transparentes relações com suas associadas, o Poder Público e a sociedade
civil. Atualmente, são quase 50 empresas reunidas que representam a voz de quem investe em
rodovias no Brasil, em nível federal e subnacional.
Nesses 26 anos de constante aprimoramento das suas ações, o setor aportou cerca de R$ 230
bilhões na modernização e na operação das rodovias que administram, contribuindo com mais
de R$ 50 bilhões em impostos federais e municipais. O número de empregos gerados é também
expressivo. No último ano, foram mais de 22 mil empregos diretos gerados pelas concessões de
rodovias do País.
Nos mais de 24 mil km de vias concedidas, o usuário nunca anda sozinho. Existem mais de 4 mil
câmeras funcionando 24 horas por dia, ligadas a modernos centros de controle operacional. De
lá, são coordenados os chamados e os atendimentos mecânicos e os atendimentos médicos de
urgência, que somam mais de 5 mil por dia, em média.
A consequência do investimento contínuo na melhoria da operação e dos serviços nas rodovias
sob concessão tem sido claro: em pouco mais de duas décadas, os acidentes reduziram em 53%
e as fatalidades, em 67%. Além disso, ano após ano, a pesquisa técnica sobre rodovias, divulgada
pela Confederação Nacional do Transporte – CNT, coloca as rodovias concedidas entre as mais
bem avaliadas do Brasil. No último ano, a avalição indicou que 21 das 25 melhores rodovias
brasileiras são concedidas à administração privada.
“Ao adotarmos a marca Melhores Rodovias do Brasil, estamos afirmando a excelência do
trabalho realizado por nossas associadas”, informa Marco Aurélio Barcelos, diretor-presidente
da Melhores Rodovias do Brasil – ABCR. “Nosso propósito foi traduzir de forma direta o que
setor traz de benéfico para a sociedade: segurança, inovação, serviços de nível internacional e
investimentos que têm ajudado o País a se desenvolver”, conclui.

Sobre o setor de concessões de rodovias


O setor de concessões de rodovias é formado por 69 empresas privadas que operam 23.720
quilômetros em doze estados do País (Bahia, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso
do Sul, Mato Grosso, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e
São Paulo) e Distrito Federal. Ao todo, são 23 concessionárias federais, 44 estaduais e duas
municipais.

Categories:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

× Como posso te ajudar?